sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Anonimamente Eu

Escrevo em um instante completamente fortuito
Embaçado e totalmente já gasto
Em um momento ainda puído

Onde o tempo mais uma vez brinca dependurado em minha pálpebras
Brinca de ser poeira e fótons livres
Quase livres

Então me vejo te orbitando
Nu espaço
Colateral

Coexistindo mil vezes
Selvagens estacões
Arteriais

Atingindo sanguínea
Velocidade da luz

Gravidade
Sem saber quem é você
Ou anonimamente eu?


Foto: http://us.123rf.com/450wm/elena281/elena2811602/elena281160200003/53910113-luzes-da-cauda-borradas-e-sem%C3%A1foros-on-road.jpg?ver=6


Nenhum comentário:

Postar um comentário